.Justiceiro Social

O Blog Justiceiro Social, foi idealizado como um espaço que irá estar sempre actualizado com a realidade social. Será um espaço de entrevistas, comentários, sugestões e diferentes visões da nossa sociedade actual. Desta forma pretendemos ser mais um suporte para todos aqueles que se interessam com o presente e o futuro da nossa sociedade

.Justiças nº

Counter
Free Counter

.posts recentes

. Políticas Sociais para a ...

. ENVELHECIMENTO DEMOGRÁFIC...

. O ENVELHECIMENTO

. RELAÇÕES INTERPESSOAIS

. MIL VISITAS

. TRAUMAS DO BULLYING - mau...

. A pobreza em Portugal

. Factores e causas da Pobr...

. Ajude a ajudar

. Sondagem para aferir a vi...

.arquivos

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.Super sugestões / Comentários Sociais

Guestbook Reserve-se no direito de adicionar comentários ou sugestões

.Lições Sociais

Sábado, 1 de Março de 2008

Formamos Desempregados

“Formamos Desempregados”, este podia ser o título e o Slogan de qualquer instituição académica, tendo em conta o número assustador de jovens licenciados no desemprego.
De acordo com os valores do INE (Instituto Nacional de Estatística), a taxa de desemprego em relação ao ano anterior subiu, encontrando-se mais uma vez o país na cauda da Europa, expressão há muito por nós conhecida, e infelizmente sempre pelos aspectos mais negativos. Desta vez também não foge à regra, pois de entre os 27 estados membros da União Europeia, trata-se de um dos 5 que registam o maior nível de desemprego, encontrando-se em situação mais precária apenas a Eslováquia, Polónia, França e Espanha.

Nesta estatística, é de realçar que a maior parcela, cerca de 54mil, são jovens licenciados
Quando o actual Primeiro-Ministro foi eleito, realçou um programa de compromisso, rigor e exigência, em que uma das temáticas, foi a diminuição da taxa de desemprego entre licenciados, no entanto, até agora só se tem vindo a verificar o oposto, e já vamos em 3 anos de mandato.

As Ciências Sociais e do Comportamento são as mais representadas: constituem oito por cento do total de pessoas formadas e 13 por cento dos inscritos nos centros de emprego. As licenciaturas em Psicologia contribuem muito para esta situação, encontrando-se no topo da tabela com maior número de desempregados instituições públicas e privadas, do litoral e do interior. Humanidades e Serviços Sociais destacam-se também pela negativa.
É um facto que qualificação gera emprego e assegura um aumento na economia do país, mas se assim é, porque é que nos encontramos neste estado deplorável? Cada vez mais se torna complicado entrar no mercado de trabalho após a conclusão de graus académicos, sendo esta situação mais flagrante na área do ensino e investigação. Será possível que em Portugal não se aposta na investigação e na formação? É realmente alarmante que não se aposte em determinadas áreas, que são impulsionadoras e projectam o país.
A escassez de oportunidades, leva que os jovens enveredem em muitos dos casos na internacionalização, buscando o que o nosso país não nos pode oferecer e nos desmotivando acima de tudo. Com a continuação desta situação, dentro em breve voltamos uma vez mais a ter uma nova geração de emigrantes como há alguns anos aconteceu, vítimas da falta de oportunidades no próprio país.
É necessário que haja uma preocupação acrescida neste aspecto, devendo-se dar particular atenção a este tema, encontrando soluções que proporcionem uma rápida integração no mercado de trabalho.

publicado por CSPS às 16:20
link do post | comentar | favorito
|

.EXPRESSE A SUA OPINIÃO

.Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Justiceiro Social Pessoal